5 habilidades essenciais para recrutar para o varejo

LinkedInFacebookTwitterGoogle+PinterestEmailPrint

O setor de vendas é conhecido por sua alta rotatividade de profissionais. De acordo com a pesquisa anual da Manpower Group, o representante de vendas é o terceiro perfil que os profissionais de Recursos Humanos encontram mais dificuldades em encontrar. Por isso é um desafio recrutar bons profissionais com expectativa de permanência nas empresas de varejo.

O perfil dos profissionais de vendas varia de jovens que entram no mercado de trabalho à profissionais de meia idade que buscam se reposicionar. Em face à tanta diversidade, o recrutador precisa identificar as principais habilidades necessárias nos candidatos como motivação e bom relacionamento com clientes. Além disso o analista de RH deve ter olhar clínico para discernir quem realmente irá vender mais. Confira algumas habilidades que o recrutador deve ter para identificar os bons profissionais do varejo.

Otimizar o trabalho

Uma das habilidades necessárias para recrutar para o varejo é ser prático, em especial se a empresa está contratando em grande volume. O primeiro contato, por exemplo, pode ser realizado por telefone. A partir da desenvoltura do candidato ao responder perguntas simples é possível identificar se ele possui o perfil de vendas. Feita esta primeira triagem você conseguirá agendar entrevistas em grupo com profissionais mais qualificados e convidar os que se destacarem nesta fase para uma conversa individual.

Ser precavido

Um bom recrutador também deve ser precavido. Tenha em mente aquele ditado “o seguro morreu de velho”. Um candidato pode ser muito simpático e se destacar no contato pessoal, ainda assim deve-se checar as informações contidas no currículo. Uma boa dica é buscar informações com o antigo gerente de vendas. Isto o ajudará a identificar se o candidato está já programado a se comportar de determinada maneira na seleção, mas de fato ao trabalhar tem um perfil diferente. Não hesite em excluir o candidato da seleção caso existam dados falsos no currículo.

O setor de RH também deve consultar as informações civis e criminais dos candidatos nos bancos de dados disponíveis. Por fim, vale também uma consulta nas redes sociais para averiguar o comportamento do candidato. O recrutador deve utilizar este recurso como forma de verificar características pessoais do candidato.

Identificar características pessoais favoráveis ao perfil da vaga

Os candidatos que passarem por esta primeira etapa da seleção ainda precisam ter seus currículos revisados mais uma vez antes da contratação. Neste momento leve em conta como o candidato se porta, a forma como fala e busque identificar também se ele está mesmo alinhado aos valores e objetivos da empresa.

Além disso, o recrutador deve ser capaz de identificar uma característica importante do futuro vendedor: ele é ambicioso e busca por resultados? Ou estaria contente com uma outra posição que não envolva comissões? Um candidato que se sente confortável no setor administrativo por exemplo, pode não ter o perfil ideal. Por isso, pergunte ao candidato se ele trabalharia em outra área da empresa.

Questione também sobre seus planos futuros. Um candidato que apresentar metas pessoais concretas e objetivas é um perfil desejado. Por outro lado, se a pessoa é indecisa em relação a seu próprio futuro é possível que ela também não apresente a segurança necessária para vender. O recrutador deve ter a habilidade de identificar se o candidato tem atitude e postura para ocupar o cargo.

Saber pesar experiências e força de vontade conforme necessidade do cargo

Existe uma variável no setor de varejo que é uma ponderação entre o caráter profissional e experiência profissional. Um vendedor pode ter passado por diversos concorrentes, mas isso não significa que ele é o melhor profissional. Uma pessoa que investe no marketing pessoal, mesmo sem experiência, pode apresentar mais motivação por exemplo. Por isso, o recrutador que busca profissionais para o varejo deve saber mensurar os prós e contras de cada um dos perfis e verificar o que é mais adequado para a empresa.

Outro fator que deve entrar nesta equação é o treinamento. Se a empresa possui um programa de acolhimento aos novos funcionários, o foco do recrutamento pode ser de pessoas com pouca experiência mas com muita vontade de aprender, determinadas em atingir as metas de venda e alinhadas com as propostas da companhia.

Ter assertividade

Uma característica importante e necessária ao recrutador é demonstrar com clareza aos candidatos o que se espera deles. Ao confirmar quais são as expectativas da empresa para o cargo o RH identifica se o candidato está confortável para assumir as responsabilidades e funções determinadas. Por isso, deixe claro como a companhia opera e quais os benefícios oferece.

Para aprender mais sobre como encontrar, contratar e reter funcionários de maneira eficiente, acompanhe o nosso blog e não se esqueça de deixar sugestões, dicas e dúvidas nos comentários abaixo!

LinkedInFacebookTwitterGoogle+PinterestEmailPrint

Comentários

comentários

Os comentários estão desabilitados.