Quanto pode custar um recrutamento errado para sua empresa?

LinkedInFacebookTwitterGoogle+PinterestEmailPrint

Muitos recrutadores tem dificuldade em mensurar seus ganhos e perdas com recrutamento. Isso acontece porque não quantificamos em “reais” os impactos positivos de um bom recrutamento ou os negativos de um recrutamento equivocado.

Entre muitas prioridades do RH, a número 1 é o recrutamento e seleção. Ele tem o maior impacto sobre as margens de receita e lucro da empresa. Sem a mensuração dessas mudanças, os executivos não conseguem ter uma noção precisa de quantos milhões se perdem em busca de novos candidatos.

Começar a determinar o impacto do recrutamento, primeiro identificando os gastos e depois quantificando-os pode ajudar a estabelecer alguns parâmetros. Para ajudá-los, listamos os quatro principais impactos que esse problema pode estar causando na empresa.

 

blog-titulos1
Quando um novo funcionário chega na empresa, por mais disposto e pró ativo que ele seja, existe muito trabalho a ser feito antes de “entrar no ritmo”. Para que o novo integrante da equipe passe de fato a trazer lucros ele precisa primeiro se ambientar, conhecer o restante do time, passar por treinamentos e entender bem o produto que ele vai começar a trabalhar. Todo novo funcionário tem uma curva de aprendizado que precisa ser respeitada, mas deve se contabilizar qual é o impacto desse tempo de transição para a empresa.

blog-titulos2
Funcionários mal contratados normalmente se demitem muito cedo ou precisam ser dispensados. Além dos gastos com telefonema para um novo recrutamento e tempo do responsável por contratação, também deve se levar em conta a falta de produtividade nessa vaga a cada dia que a posição não foi preenchida. Além disso, provavelmente os seus atuais funcionários ficaram estressados e sobrecarregados desnecessariamente, e como sabemos, excesso de trabalho pode resultar em um aumento do número de erros.

 

blog-titulos3
É natural que alguns candidatos não se adaptem à empresa, ou tenham dificuldade em começar a criar laços e entrar no negócio. Por isso, é muito importante que o recrutador verifique o fit cultural desse funcionário. É preciso avaliar se ele está de acordo com os valores da empresa, se seus objetivos são convergentes com o restante da equipe e da companhia. Um funcionário infeliz pode contaminar outros candidatos e diminuir suas chances de contratação. Ser considerado um “bom lugar para trabalhar” é importante para ajudar na captação de novos talentos qualificados e dispostos a integrar o time.

 

blog-titulos4
A contratação de funcionários com um desempenho abaixo da média pode impactar diretamente na receita da empresa. É importante avaliar antes da contratação fatores que podem fazer que esse funcionário não demonstre um desempenho tão bom, como por exemplo a distância, o salário e atividade exercida. Essa redução é mensurável para todas as áreas e pode gerar uma redução significativa nos lucros. Além disso, esse funcionário pode prejudicar o bom relacionamento e confiança com clientes e fornecedores que são aspectos conquistados com tempo e trabalho árduo de toda uma equipe. Esse impacto prejudica o desenvolvimento da equipe, o pós venda e ainda a possibilidade de inovações e prospecção para crescimento da empresa.

Se você está percebendo que a companhia pode estar enfrentando dificuldades por altos custos gerados com rotatividade, a solução é criar uma solução estratégica eficiente para recrutamento junto aos gestores. Para isso, quantifique os gastos reais que você está enfrentando com contratações em todas as áreas: vendas, novas oportunidades, gastos desnecessários do RH e produtividade. Se você conseguir demonstrar todos os prejuízos que podem ser evitados terá apoio dos líderes da empresa. Qualquer dúvida, deixe nos comentários e conte conosco!

LinkedInFacebookTwitterGoogle+PinterestEmailPrint

Comentários

comentários

Os comentários estão desabilitados.